Sábado à Noite

Nome: Sábado à Noite
Autor: Babi Dewet
Lançamento: 2012
ISBN 9788563993380
Número de páginas: 324

Essa é uma história complicada. Uma história sobre amor e amizade. Uma história sobre jovens descobrindo seu papel no mundo. Amanda é uma adolescente como tantas outras, e ela não tem culpa de ser popular e a menina mais bonita do colégio. Isso simplesmente aconteceu quando ela cresceu. Seu melhor amigo de infância vive se metendo em encrencas com seu grupo bagunceiro. E, apesar de serem como irmãos, eles não se falam em público. Ser vista na companhia dos marotos é acabar com qualquer boa reputação. É por causa de um simples trabalho na aula de Artes, que Amanda vê tudo aquilo que ela acredita ser abalado. Um amor mal resolvido volta à tona e a sua amizade é posta em prova. Amanda não pode ceder. Amizade é maior que garotos, essa é a regra. Ela ainda precisa enfrentar o julgamento de suas melhores amigas quanto a certas atitudes, além de aguentar um ex-namorado mimado e egoísta. Como se não bastasse, o diretor cria bailes aos sábados e uma misteriosa banda mascarada é convocada para tocar. As músicas do Scotty são a única coisa que parece acalmar seu coração. Suas letras dizem tanto sobre ela… Mas, afinal, quem serão esses mascarados de Sábado à Noite?

Esse livro me chamou a atenção primeiramente pela capa que é linda. Mas eu não compro o livro pela capa, então li a “orelha” e achei interessante. Era um tipo de história que eu adoro ler. Colégio, menina se apaixona pelo menino, eles não conseguem ficar juntos, ficam juntos no final. Clichê, mas apaixonante e me prendeu por horas.

Amanda e as amigas são da turma das pattys populares e Bruno e seus amigos da turma de “bad boys” (apesar que eu não consegui definir eles como badboys, só como os “excluídos socialmente”. Não sei qual dos dois estereótipos – ou os dois – a escritora quis passar pra eles). E sinceramente? A turma da Amanda me irritou. Não sei se foi porque eu era da turma dos “excluídos” na minha época de escola ou se é porque odeio patty metida.

Amanda é uma personagem que mostra bastante como ser popular é “difícil”. Tem que manter as aparências diante dos outros e não pode fazer algo diferente do que esperam que ela faça, como conversar com seu melhor amigo, Bruno. Bruno e os amigos são chamados de “Marotos” e são a escória da sociedade. Se alguém quiser fazer parte da turma “descolada”, não pode ser vista com eles. E Amanda, quando mais nova, era amiga de Bruno e Caio, porém, a popularidade fez ela se afastar dos antigos amigos.

Durante o livro podemos ver toda a dúvida dela entre ser amiga dos marotos e ser popular. E ela sempre opta por ser popular e ignorar eles. Sempre foi apaixonada por Daniel e ele por ela, mas sua amiga, Guiga, também gostava do garoto. Isso quando ele entrou no colégio. Para que elas não brigassem por causa de homem, acabaram deixando a paixonite para trás. Mas Amanda, apesar de negar sempre, continuou gostando dele.

O diretor do colégio então resolve fazer um baile todos os “Sábados à Noite” (tchaaaaaammmmm!), mas não tem uma banda para tocar. Os marotos se oferecem para tocar, mas o diretor nega devido a má fama deles. Então Fred, que tem um bom relacionamento com o diretor e as professoras, fala que tem uma banda chamada Scotty (nome tirada do filme Eurotrip) e o diretor concorda que essa banda toque. Scotty são os marotos usando máscaras e maquiagem para que não descobrissem a verdadeira identidade deles.

A professora de Artes resolve fazer um trabalho em duplas, usando as duas turmas do colégio. Nessa parte achei que ficou muito clichê as duplas serem Amigos da Amanda X Amigos do Bruno (menos a Guiga, porque o Fred é de uma turma avançada). Foi nesse trabalho que Amanda e Daniel começam a se relacionar. Como a garota não queria ser vista com ele por causa de Guiga (ela achava que a amiga ainda gostasse dele), eles acabam tendo um relacionamento escondido. Mas por causa da popularidade de Amanda, Daniel acha que ela não quer que o colégio os vejam juntos. Então começa as inseguranças, tanto da parte de Amanda, quanto da de Daniel. E enquanto isso, Amanda e as amigas se apaixonam pela banda Scotty.

Tem o blablablablabla de histórias para que eles não fiquem juntos, pois a Amanda continua com medo de assumir por causa de Guiga. Guiga, por sua vez, dá a intenção de que está apaixonada por um maroto e Amanda tem certeza que é o Daniel e não o Fred. Isso só piora a situação do casal.

No fim, Albert, um dos boys da escola, por causa de uma das confusões envolvendo Amanda e os marotos – uma peça pregada por eles para vingar de uma história inventada por JP (amigo de Albert) -, entra na escola com o livro de Daniel, rouba as provas finais e deixa o livro dele como “prova do crime”. Enquanto isso, Daniel e Amanda estão juntos. Quando o “crime” é descoberto, Amanda era a única álibi que podia livrar ele da expulsão. Chega o momento em que ela tem que confessar, na frente do colégio inteiro (mais um clichê) que estava com ele. Sob pressão, a garota nega e todos os marotos, inclusive o melhor amigo Bruno, ficam desapontados com ela.

Nessa hora que ela vê que, por causa da popularidade dela, ela perde os amigos que ela realmente queria ter e, claro, Daniel.

Não vou falar sobre o fim do livro para não soltar spoiler demais. Mas resumindo, a Amanda pagou pelo mal que fez pro Daniel. Mas o final é muito triste…

Entrei na página do Facebook do livro e descobri que será uma trilogia e fiquei muito feliz! Porque realmente gostei do livro. E fiquei muito puta por ter acabado do jeito que acabou. Com um gostinho de quero mais.

Os clichês, apesar de serem clichês, é algo que eu adoro nesse tipo de literatura. Espero que não demore muito para sair os outros dois.

Para quem gosta de livros água com açúcar, histórias bobinhas que te fazem suspirar, eu recomendo.

Deixe um comentário

Arquivado em Livros, Uncategorized

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s