Aprendendo a Seduzir

Aprendendo a Seduzir / Educating Caroline - Patricia Cabot

Faz tempo que não atualizo minhas resenhas de livros, mas não é porque eu não to lendo. Pelo contrário! To lendo pelos ouvidos! Já li uns 15 livros desde o “Cidade dos Ossos/Cinzas” (mas não terminei o Cidade de Vidro). Peguei a Meg Cabot pra ler e li a Série Mediadora toda (falta só o último) e os da Patricia Cabot (falta 1 e 2/3 – to terminando esse último).

Nome: Aprendendo a Seduzir
Autor: Patricia Cabot
Lançamento: 2010
ISBN 9788576655091
Páginas: 368

 

Esse livro me chamou a atenção não só por ser escrito pela Meg Cabot (ela assinava seus primeiros livros com esse nome), mas pelo título original ser “Educating Caroline”. E como toda Caroline, eu tinha que ler um livro em que a personagem principal tinha meu nome.

O livro conta a história de uma jovem que está noiva de um Marquês. Porém, em um baile, ela o flagra com sua amante, mas para a época (Inglaterrsa do século XIX), essas escapulidas masculinas eram perfeitamente normais. Então Lady Caroline resolve aprender a ser uma amante para seduzir o jovem Hurst, marquês de Winchealse. E para isso, ela pede ajuda do “novo rico”, o libertino Bradon Granville, o qual está comprometido com Lady Jacqueline, amante do noivo da jovem Caroline.

Porém, ela não imaginava que iria se apaixonar pelo “professor”. E ele por ela.

 

No começo, eu não tinha lido a contracapa para saber sobre esse negócio de traição e fiquei puta com o livro. E como tinha acabado de ler “Pode Beijar a Noiva” (também da Patricia Cabot), tava com muitos nomes de duques na cabeça e ainda encantada com a história do outro livro. Então demorei a engatar esse. Mas quando engatei, não parei mais! Li ele em praticamente 4 dias (só demorei por causa do trabalho e também para o livro durar mais que dois dias “virgem”).

Não vou negar que no começo, dá vontade de socar as madames do século XIX por aceitarem a traição e de dar um chocoalhão na Lady Caroline para ela largar de vez do marquês Hurst. Mas a partir do momento que começam as aulas, o livro esquenta. E esquenta muito! Consegui sentir as sensações de ambos os personagens (Caroline e Granville) conforme a autora narrava a história. Inclusive os frios na barriga, o aperto no coração, enfim, tudo que eles sentiam, eu sentia junto.

No meio do livro tem um enredo “por fora” que conta como Lady Caroline ficou noiva. Eu “adivinhei” até que rápido os segredos dessa história paralela, a qual é muito boa. E o que me surpreendeu foi a narração da Patricia Cabot nas cenas mais quentes entre os personagens.

Recomendo para todos que gostem de romance e de história de época. Como eu adoro ambos, posso litar esse livro como um dos meus preferidos (aliás, to listando todos ¬¬’)

“O amor doía.
O que doía mais que tudo era que ele sabia que, embora muitas vezes tivesse dito a si mesmo que era melhor ele ir embora – que se ela não podia confiar nele agora, jamais poderia -, isso não era verdade. Não era melhor ficar sem ela. Ele precisava dela. Precisava de sua bondade, sua franqueza, seu humor, sua humanidade. Maldição! Precisava dela. Precisava senti-la perto dele, sentir seu calor, seu perfume…”

Quem se interessou, pode adquirir o livro aqui.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Livros

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s